Alta Floresta

investimentos previstos no aeroporto de Alta Floresta com concessão em bloco

A concessão do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá) e dos outros quatro do interior (Rondonópolis, Alta Floresta, Barra do Garças e Sinop) deverá trazer diversos investimentos para estes aeródromos.  Listamos abaixo quanto cada terminal deverá receber e os melhoramentos previstos. A previsão é que os cinco, juntos, recebam R$ 800 milhões.

No aeroporto de Alta Floresta, a estimativa é que sejam investidos R$ 69,9 milhões durante a concessão. Também conforme a demanda, serão feitas as seguintes melhorias: Ampliação do Terminal de Passageiros (ou novo TPS): de 900 m² para 3.100 m²; aumento do pátio de aeronaves: de 3 para 4 posições código C; ampliação do estacionamento de veículos: de 2.450 m² para 3.200 m² e aumento da categoria contra incêndio: de 5 para 6,

 

 

Em todos eles, serão necessárias as seguintes intervenções obrigatórias: Adequação completa do aeroporto para operação mínima com aeronaves Código 3C – Boeing 737-700; voos por instrumento (IFR) sem restrições; voos diurno e noturno e implantação de áreas de segurança (RESA) em ambas as cabeceiras.
 
“É um projeto único no Brasil, de leiloar os aeroportos em bloco. Surgiu de um pedido do governador Pedro Taques. Esta iniciativa visa que o recurso fique dentro do Estado. Estamos colocando estes aeroportos todos juntos em um leilão. Quem quiser levar o aeroporto internacional, terá a obrigação de levar os outros e investir neles, para que sejam importantes no cenário nacional”, comentou o secretário de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Marcelo Duarte.
 
Ainda neste mês, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) realizará quatro audiências públicas presenciais para a quinta rodada de concessões de aeroportos nacionais, referente aos blocos de aeroportos das regiões Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. As novas concessões à iniciativa privada terão prazo de duração de 30 anos.
 
Mato Grosso será o único estado brasileiro a ter um bloco de aeroportos para concessão. A previsão é que os cinco aeroportos sejam leiloados até o final deste ano, e recebam investimentos de cerca de R$ 800 milhões.
 
O próximo passo é a abertura de consulta pública para o recebimento de contribuições ao edital de concessão. A última etapa é a realização do leilão. Além de Cuiabá, também estão no pacote de concessões: Rondonópolis, Alta Floresta, Barra do Garças e Sinop.

Fonte:Assessoria / Redação | 14/06/2018