Sorriso

Azul amplia remanejamento de vôos de Sorriso para Sinop até junho; Sorriso tenta nova certificação



Em razão da falta de certificação do aeroporto regional de Sorriso Adolino Bedin (a 400 km de Cuiabá), a Azul Linhas Aéreas pediu à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) remanejamento dos vôos de Sorriso para o
aeroporto regional João Batista Figueiredo de Sinop (a 479 km de Cuiabá), até 24 de junho.

Desde segunda (7), os vôos comerciais operacionalizados no aeroporto de Sorriso foram suspensos em razão da perda da certificação da Anac. A certificação é necessária para que o aeroporto regional possa receber ou ser origem de vôos comerciais.

O secretário de desenvolvimento econômico de Sorriso, Cláudio Drusina, explica que o aeroporto do município, foi o primeiro do país a receber a certificação provisória de operação para vôos comerciais. Inaugurado em 2016, o aeroporto desde então é administrado pela empresa Braxton, que é especializada na administração de aeroportos e que venceu uma licitação pública para administrar a unidade aeroportuária.
A certificação provisória concedida ao aeroporto de Sorriso tinha a validade de um ano, podendo ser renovada por mais um ano. “A prefeitura, que é a responsável pelo aeroporto, já vem trabalhando desde então para que seja concedida a certificação definitiva para vôos comerciais. O problema é que o aeroporto passou por algumas ampliações desde que recebeu a primeira certificação, o que gerou irregularidades para os padrões da certificação provisória”, explica Drusina.
Desde segunda (7), a prefeitura de Sorriso providencia os documentos solicitados pela Anac. A expectativa é que nesta sexta (11), a agência de aviação dê resposta quanto à situação do Adolino Bedin.
Entre os pedidos solicitados pela prefeitura está a mudança do operador do terminal aeroportuário, para que a nova certificação seja concedida à prefeitura e não à Braxton. “Não existe nenhum problema com a administração da empresa contratada para a administração. O pedido à Anac para mudar o operador é apenas uma questão burocrática. A Braxton continuará a administrar o terminal aeroportuário, mas a nova certificação será em nome da prefeitura, para que recebamos uma nova certificação que compreenda a realidade do aeroporto”, ressalta Drusina.
Desde a inauguração do aeroporto de Sorriso em 2016, a Azul Linhas Áreas é a única empresa a operar vôos comerciais regulares na cidade com a média de 100 passageiros diários, totalizando 3 mil passageiros pousando e decolando por mês. Os vôos particulares continuam pousando e decolando normalmente no terminal.
De acordo com a Anac, para que o aeroporto de Sorriso consiga nova certificação, é necessário o cumprimento de todos os itens apontados pela agência, comprovação documental e uma nova vistoria a ser realizada. Segundo o secretário Drusina, agentes da Anac estão em Sorriso para acompanhar a situação.
Em Mato Grosso, somente os aeroportos de Sorriso e Barra do Garças possuem certificados da Anac. Os aeroportos de Rondonópolis e Cuiabá estão em processo de certificação.

 

Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT

Fonte:RD News | 11/05/2018